terça-feira, setembro 11, 2012


"A maioria pensa com a sensibilidade, eu sinto com o pensamento. Para o homem vulgar, sentir é viver e pensar é saber viver. Para mim, pensar é viver e sentir não é mais que o alimento de pensar" .

Fernando Pessoa

1 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

Fernando Pessoa baseou-se em algumas fases da sua vida na racionalização do sentimento, e achas normal sentir com o pensamento ou ate a razão?
Somos feitos de corpo e sentimentos, se temos sentimentos, logo pensamos. Muitas vezes sentimos vontade de nos dar, entregar, surpreender, viver a outra pessoa por inteiro, mas o nosso pensamento nos impossibilita ou ate cria obstáculos, porque seria talvez incorreto ou abusador. Penso que o valor dos sentimentos não está no tempo ou até no pensar que elas duram ou que são incorretas, mas sim na intensidade que acontecem, pois são esses sentimentos que o pensamento não consegue sentir, mas são esses sentimentos de pouca ou muita duração que recai em recordação.”Somos eternamente responsáveis por aquilo que cativamos, mas também acredito que existem coisas que não devem ser acordadas, tem que permanecer indubitavelmente em sua cómoda letargia, pois o Homem que se ludibria pelos seus sentimentos”. Será que és da mesma ideologia do FP “ Se escrevo o que sinto/penso (racionalização) é porque assim diminuo a febre de sentir.”...

Ass:106191

setembro 14, 2012 1:05 da manhã  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial