quinta-feira, março 21, 2013

No dia Mundial da Poesia,,,

«Como quem num dia de verão abre a porta de casa e espreita para o calor dos campos com a cara toda, às vezes, de repente, bate-me a Natureza de chapa na cara dos meus sentidos, querendo perceber, não sei bem como nem o quê…

Mas quem me mandou a mim querer perceber?»

Fernando Pessoa (Alberto Caeiro)

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial