quinta-feira, maio 06, 2010

Gosto muito desta!!!


[Foto minha - Praga, Verão/2007]

3 Comentários:

Anonymous Bea disse...

Cara MBSilva,

Olhando para esta sua foto (fantástica por sinal) veio-me à cabeça uma frase batida, que volta e meia se ouve e se lê "apesar de rodeado por uma multidão, sinto-me só". A sua foto é esse o sentimento que me transmite.

É curioso, dizem que uma imagem vale mil palavras, e é verdade. No caso da sua foto é verdade. Vale por esse sentimento.

Acredito que o estado de espírito ajude ao sentimento. No fundo, as imagens são um pouco como à poesia. Bem dizia o poeta que "sentir? ora sinta quem lê" (recito de cor um verso de Fernando Pessoa, pelo que peço desculpa pela incorrecção).

Com as imagens passa-se um pouco o mesmo.

As suas têm sempre a capacidade de me transportar para sentimentos antigos, passados, uns, presentes, outros.

Por que será que, mesmo rodeado de pessoas o ser humano tem essa capacidade de se sentir só! O que lhe faltará? Será uma sensação de desnorte? Talvez. Possivelmente varia de pessoa para pessoa.

Se me permite o desabafo (por vezes encontramos proximidade no mais longo desconhecido), apesar da beleza da foto, sinto alguma tristeza ao olhá-la. Sinto, como lhe disse, o isolamento. Sinto-me como aquele que está no meio de uma multidão de rostos desconhecido que passam e que a cada encontro que lhe dão fazem questão de lhe mostra a toda uma indiferença bruta e selvagem.

Não que algo de especial ou extraordinário se tenha passado hoje ou num passado breve. Hoje foi apenas mais uma sexta feira. É, creio eu, um pensamento latente, que volta e meia insiste em mostrar a sua presença.

Posso dizer que sou uma pessoa que poucas ou nenhumas razões terá de queixa da vida. Casa, carro, emprego, amigos... No entanto, o sentimento está cá, volta e meia manifesta-se qual virus da constipação ou do herpes (perdoe-me a comparação). Será da idade? Será remorso? Será ansiedade?

Não sei.

Não procuro no meu desabafo qualquer equiparação ou compreensão por achar que partilha do mesmo sentimento. Á falta de alguém com quem partilhar o que sinto, invado o seu espaço para mais um comentário abusivo e aborrecidamente longo.

Peço-lhe que o apague se o achar abusivo, prometo que não levarei a mal.

Peço-lhe desculpa e obrigado.

maio 08, 2010 2:45 da manhã  
Blogger MBSilva disse...

Percebo muito bem (tão bem!) o que escreve... E acredite que já senti - mais vezes do que desejaria - o mesmo.

maio 09, 2010 8:23 da tarde  
Blogger MBSilva disse...

Recordo as palavras de Mário Quintana que nunca me deixaram indiferente...
«Sempre me senti isolado nessas reuniões sociais: o excesso de gente impede de ver as pessoas...»

maio 16, 2010 11:43 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial